segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Não sei o que quer dizer...

Não sei o que quer dizer quando no mesmo dia se juntam dois "acontecimentos" que marcam o fim e o reinício de algo...
Hoje foi dia de teste de Inglês numa formação que já vai num nível avançado. É o terceiro curso que faço mas desta vez sei e sinto que o empenho não foi tão grande como das outras vezes...
Tenho consciência de que não estive tão atenta, tão interessada e que não li nem ouvi tanto em Língua Inglesa como das outras vezes...
Para além disto tudo, o meu gato também ajudou a boicotar o estudo, afinal, veio deitar-se em cima dos meus apontamentos e até adormeceu... Não conseguia virar as páginas com o gato a dormir em cima de tudo...
É por isso com algum alívio que fiz o último teste e que daqui a nada terminam as aulas...
Foi bom para mim, vai ser bom para o meu futuro mas... ainda bem que está a terminar...
Depois foi também o dia em que, finalmente, tenho em meu poder o Cartão de Cidadão atualizado... Ver de novo ali o meu nome de nascimento, e apenas esse, fez-me (re)pensar numa série de coisas... Que agora é como que o reinício da minha vida, ainda que já tenha passado mais de metade pois 42 anos já cá cantam...
Quando dei conta do meu nome "original" ali escarrapachado e vi a minha foto que até nem está mal para um documento de identificação, pensei em mim com 20 anos, com aquele mesmo nome, tão ingénua e tão cheia de sonhos...
Pensei também para onde foi a vida e o tempo que passou nos últimos 20 anos...
Posto isto, hoje foi o dia do quase fim de um curso de uma Língua estrangeira e hoje foi o dia em que renasci como cidadã para o mundo.
O meu nome não é mais o mesmo e a minha alma também não...



4 comentários:

Pedro disse...

Não sabes o que quer dizer porque na verdade, nem nada começou, nem nada acabou de verdade. Nem mesmo metaforicamente falando.
Ultimamente, creio que tens imaginado em demasia, quer novos pontos de partida, quer outros tantos fins de linha.

A vida deve ser e ter um fio condutor contínuo que apenas a morte consiga interromper.
Tem os seus altos e baixos, é certo, mas é para levar a direito e sempre a olhar para a frente.
O resto são ilusões criadas nas nossas cabeças, do género das resoluções de ano novo que normalmente são esquecidas no dia seguinte e pelas quais nunca nutri grande simpatia.

Esquece o que ficou para trás e pára de uma vez por todas de olhar para o passado porque a vida não é um filme em que se possa fazer rewind e muito menos alterar o guião.
Que te interessa um guião de filme Serie B, mal escrito, já realizado e do qual não foste a autora?
Baralhar e voltar a dar, podes sempre fazê-lo mas, mais uma vez, apenas com os olhos postos no ‘hoje’ porque até o ‘amanhã’ pode não passar de uma miragem.

Os sonhos, terás sempre de ser tu a lutar por eles.
Ficar à espera que algo aconteça não basta.
‘Big journeys begin with small steps’
Os sonhos começam nos detalhes mais insignificantes. Lutar por tudo o que nos possa fazer ter uma vida melhor ao contrário de querer levar o mundo (em bom rigor, era uma esfera celeste) às costas como o Atlas, condenado por Zeus. Uma vida adiada é uma vida perdida porque o comboio não passa duas vezes. Luta mas não cometas o erro de, por impaciência, fazer com que os que te querem bem no presente paguem pelos que te fizeram mal no passado.

Quando escreves ‘dia em que renasci como cidadã para o mundo’ e ‘o meu nome não é mais o mesmo e a minha alma também não’ dava-me pano para mangas mas como o meu ‘lençol’ já vai longo, hoje, por aqui me fico até porque porventura, serias capaz de não gostar muito de ler o que teria a escrever a esse respeito.

Luv u!

Algures no Oeste disse...

PEDRO: É isso tudo e o essencial é mesmo esquecer o que ficou lá atrás, as amarras ao passado, inspirar e seguir em frente...
Obrigada pelas tuas palavras sempre tão inspiradoras...
:-)

Carla Santos Alves disse...

Minha querida amiga,

Hoje, és melhor do que ontem porque tudo o que somos é resultado da nossa caminhada...as pedras que encontrares no caminho, aproveita-as para construíres o teu castelo! ;)

Sê feliz!
Pensa no que é melhor para ti.
Beijinho doce!

Algures no Oeste disse...

Querida amiga CARLA:

É verdade...
E vou guardar o teu conselho...
Beijinhos.
:-)