quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Há um ano atrás, neste dia...

Para alguma coisa há-de servir o Facebook que hoje de manhã bem cedo me relembrou desta grande aventura a pedalar que tive com a minha amiga das pedaladas, há um ano atrás.
Era dia de Carnaval e ao invés de nos mascararmos, acordámos bem cedo, colocámos as bicicletas no carro e fomos até à Nazaré de onde partimos, rumo à Praia do Osso da Baleia.
O percurso foi feito por ciclovias mas foi algo duro porque estava muito frio e choveu durante a maior parte do tempo, fazendo com que o dia estivesse sempre escuro e deprimente
Pedalámos quase 130 km nas bikes de btt, não avistando quase ninguém durante a viagem o que tornou tudo ainda mais... 'assustador...
Só depois de chegarmos a casa é que nos apercebemos e descobrimos que em 1987 tinha havido um crime muito violento naquela praia do Osso da Baleia em que cinco pessoas foram assassinadas. Ainda bem que quando lá chegámos não sabíamos nada disto pois com a chuva, o frio, o tempo escuro e carregado e o facto de não se vislumbrar vivalma ainda podiam contribuir para... nos despacharmos mais depressa...
Foi uma grande aventura, daquelas que são inesquecíveis e que ficam para sempre na memória.
Foi também a primeira vez que senti a morte bem de perto com o que nos aconteceu logo no início e que transcrevo aqui do 'post' da altura:

"Logo no início apanhámos um valente susto pois estávamos paradas numa curva, a tirar alguma roupa e a comer qualquer coisa, quando no piso escorregadio uma carrinha se despistou na curva e veio embater na placa de cimento que separava a ciclovia da estrada de alcatrão e, na verdade, foi a nossa salvação... Se não fosse aquela espécie de muro, tínhamos sido colhidas naquele momento e creio que não restaria muito de nós ou das bicicletas...

Quando se deu o impacto, é que demos um salto e recuámos com as bicicletas mas o susto foi tão grande que a pulsação acelerou e bloqueámos ao ponto de nem termos visto ou anotado a matrícula. É que fosse quem fosse, nem se dignou a parar para perguntar se estávamos bem. Embateu com tal brutalidade e acelerou a uma velocidade incrível..."


A minha bicicleta numa pausa para o lanche no Farol de São Pedro de Moel.

2 comentários:

Gaja Maria disse...

Bem pertinho de mim esta foto :)

Algures no Oeste disse...

GAJA MARIA: Pois, tem piada... :-) Beijinhos.