segunda-feira, 6 de março de 2017

Movimentação na placa, mas não dentária ou tectónica...

Na sexta-feira ao fim do dia, e depois de uma semana de trabalho intensa, saí (do trabalho...) rumo ao ginásio tendo em mente fazer as duas aulas do costume, uma mais de força e tonificação e depois o querido e adorado Cycling.
Não fazia a aula mais localizada há algumas semanas mas não tenho estado parada... Tenho ido exercitar-me à hora de almoço e, quando tem dado, tenho pedalado um bocadinho...
Nunca tive problemas em qualquer exercício ou aula no que ao meu braço e ombro diz respeito...
Contudo, não sei o que se passou mas a verdade é que senti-me mal no final da aula... Quase todos os exercícios incidiram sobre os braços e os ombros, com pesos incluídos, e só sei que aquando do relaxamento comecei a sentir uma dor profunda no braço, senti como que a placa e os parafusos que tenho entre o ombro e o braço, a movimentarem-se...
A dor foi tão intensa que tive que pedir ajuda e quase desmaiei deitada num colchão na sala de aula.
Fiquei muito branca e tive suores frios.
Ainda ouvi alguém dizer para chamar o 112 mas eis que entretanto chega o Fisioterapeuta que me pediu para indicar onde é que eu tinha a placa... e os parafusos... assim e o fiz e em segundos ele tocou-me ali e aquilo até estalou, ouviu-se mesmo.... Mas a partir daí melhorei e a sensação de desmaio passou...
Tinha a senha para ir fazer a aula de Cycling mas decidi voltar para casa...
Tomei banho e vesti-me com a ajuda maior do braço e mão esquerdos, tal era o medo de voltar a ter dores ou que "aquilo" saísse do sítio...
Nunca imaginei que isto pudesse acontecer, que quase quatro anos volvidos sobre a operação, eu sentisse que aquilo está ali no meu corpo e que, aparentemente, se mexeu um bocadinho...
Tenho que ter cuidados redobrados com os exercícios para os braços e ombro e com pesos e, segundo o Fisioterapeuta, fazer um raio-x o quanto antes...
E tempo...? Estou apinhada de trabalho, há consultas e exames para a minha mãe fazer e em que a tenho que acompanhar, o filhote, e por aí fora...
O Fisioterapeuta, sem me conhecer de parte alguma, disse logo que eu estava quase em choque só por relembrar tudo o que passei naquele processo.
E a verdade é que tinha razão. Só de me lembrar de tudo, só me ocorre uma palavra para o efeito: dor, dores, muitas dores...
A placa mexeu-se e a partir de agora não sei como será... se calhar é como um sismo eminente... vai dando sinais e mexendo devagarinho até que chega um dia em que dá de si... E se assim for, sei que não aguentarei com tamanhas dores...

2 comentários:

Pedro disse...

Não marques a radiografia para 'ontem' e depois diz que me tens à pega todos os dias.
<3

Algures no Oeste disse...

PEDRO: Pois, tem mesmo que ser... :-(