segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Fotografia de família...

Por estes dias o filhote trouxe um recado para um trabalho da Escola, relacionado com o Natal.
Não é algo de carácter obrigatório mas foi a primeira vez, depois do divórcio/separação, que esta 'questão' se colocou: levar uma fotografia da família...
Assim de repente o filhote diz-me que não queria levar foto nenhuma e eu fiquei num misto de não saber bem o que fazer e dizer e de ter que ter uma solução 'rápida'.
Vai daí que sugiro que leve uma foto dele com o pai e outra de nós os dois e ainda uma foto dele com o mano.
Não quis nada disto. 
Vacilou com a foto do mano e anuiu a dizer que sim, que podia ser mas nem passados cinco minutos volta a dizer que não quer levar fotos.
E aí surge o (meu) discurso numa nova 'temática' na nossa vida: que por os pais estarem separados, ele continua a ter muita família que gosta muito dele.
Mas o seu ar contido e meio enjoado levou-me a pensar no que se passava naquela cabeça e que isto eram quase conversas como se de sexo estivéssemos a falar.
Ainda perguntei como faziam os coleguinhas que tinham os pais na mesma situação  mas a resposta foi que ninguém ia levar fotografias.
Presumi entretanto que isto também se devia à idade e ao ano na Escola, que os mais pequenos é que iriam levar fotografias e que eles, como mais 'crescidos', já não estavam para aquele tipo de 'trabalhos'...
Ainda assim, esta e muitas outras 'situações' irão proliferar pela nossa vida fora... 

Sem comentários: