domingo, 12 de setembro de 2010

Até onde aguenta o nosso, no caso, o meu corpo...

Lembram-se deste post mistério, em que tinha referido o facto de ter feito uma inscrição...?
Pois bem, não foi na escola, nem na Faculdade, nem em aulas de dança ou noutra prática desportiva qualquer, foi nesta prova de BTT que decorreu hoje e que está aqui na foto.
Fiz 40 Kms e quis desistir quase no fim. O meu marido não deixou e o título deste post também poderia ser "O Amor é..." ao que eu acrescentaria: "O Amor é conseguirmos andar muito mais depressa de bicicleta, termos muito mais força e resistência, e deixarmos passar uma data de gente à nossa frente só para que ela não desista e para ter companhia durante o percurso, ainda que isso tenha implicado serem quase os últimos a chegar quando ele podia ser dos primeiros...".
E foi isso que aconteceu.
Tenho vários posts em mente sobre este assunto, sobre o que senti, como foi participar pela primeira vez num evento destes e com tantas dificuldades no percurso, sendo que eu e o meu marido somos, ou éramos, alheios ao mundo do ciclismo mais "a sério". E que eu sou uma amadora na bicicleta que anda a pedalar há apenas 5 meses, que trabalho, sou mãe, dona de casa e ali fui eu pelo meio de matos e trilhos inclinados, subidas, descidas, lama, areia e sei lá que mais...

2 comentários:

Sandra e Dinis disse...

Boa ainda bem que conseguiste e o teu marido é um amor, como tu dizes e muito bem!

Bjs e vais que que na próxima vez vais melhorar!

kombi disse...

serviu de um grande momento, principalmente de amor, e para a proxima já corre melhor, já estás mais "calejada", nada de desistir.