quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Chateiam-me as manhãs assim...

Acabada de acordar, levanto-me e vou olhar pela janela para o páteo. Primeiro reparo na neblina que me encanta, depois aterro o meu olhar no chão e para além dos habituais 'presentes' diários da nossa querida amiga canina, hoje também havia papelinhos e bonecos destruídos e muitas batatas roídas, provenientes de um balde que não acautelámos e deixámos ali, à vista e a jeito de ser atacado.
Perdi a conta ao número de batatas espalhadas e tentei não me irritar mas como já estava atrasada, acabei por 'stressar' e não tive tempo para limpar fosse o que fosse.
Quando íamos para o carro até o filhote reparou na confusão que reinava no chão.
Ficou roupa estendida. Logo tenho que a apanhar e posteriormente passar a ferro.
Não deixei nada a jeito para o jantar e já não sei o que cozinhar tal como hoje de manha não sabia o que vestir e isso também me irritou.
Enervei-me quando cheguei à creche, mais que atrasada, e apercebo-me que me esqueci em casa do saco com uns calções lavados para juntar à muda de roupa que ontem foi usada graças a um descuido do filhote com o chichi.
E pronto. Comecei o dia stressada e cansada e não gosto nada...

1 comentário:

Isabel disse...

Eu também odeio começar as manhãs assim... ontem tinha tido uma manhã parecida, mas hoje correu muito bem!
Beijinhos!