segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Do dia Mundial do Animal

E só me ocorre dizer que cada vez gosto mais dos meus animais que tanto dão sem receber e que nunca nos atraiçoam.
Dos gatos que são a nossa companhia há dez anos e que desmistificaram aquela ideia de que os gatos são traiçoeiros e que não conhecem o dono...
Dos periquitos que estão connosco há quase três anos e que pura e simplesmente estão numa gaiola.
E a nossa amiga canina que chegou à nossa casa em Março deste ano e que é a minha grande paixão. Fica feliz por tão pouco, por uma bolacha torrada ou por um passeio no parque ou uma caminhada ao serão.
Que chora se fica sozinha em casa. Que tomba a cabeça no muro e que se abana toda quando nos vê chegar. Que nos salta para cima demonstrando a sua felicidade por nos ver.
Que não nos morde a mão, a mão que a acaricia, que a trata, que lhe dá água, comer, que brinca.
Ao contrário de muitos humanos, os animais não são traiçoeiros e só "atacam" quando também eles são atacados...

1 comentário:

manu disse...

Gostei de ler sobre os teus bichinhos e engraçado que há dias estava tão zangada com as pessoas que pensei cá para os meus botões: -cada vez gosto mais de animais!
Por aí deve ser uma alegria conviver com esses bichinhos todos.

Beijos
Manu