sábado, 16 de outubro de 2010

Hoje não foi um bom dia de mim para mim...

Hoje não foi um bom dia de mim para mim, só isso.
Hoje foi dia de neura e de colocar tudo isto em causa como há muito não acontecia.
Não tenho dúvidas sobre se a mudança valeu a pena. Valeu. Valeu e muito, em todos os sentidos.
Mas agora estou cansada e pergunto-me se valerá a pena continuar no Oeste ou se sou uma fraca que não consegue viver longe dos pais e de tudo o que sempre conheceu.
Estou cansada. Ninguém disse que ia ser fácil mas definitivamente hoje não foi um bom dia...

5 comentários:

Ana e os principes disse...

Deixa lá há dias assim,independentemente do sitio onde estejamos,Vais ver,amanhã,será certamente um dia melhor!!
Nada de desanimar!!!
Considero-te uma pessoa muito forte,apesar de não te conhecer.
jocas e bom domingo

Luísa disse...

Leio-te e sinto que podia ter sido eu a escrever isso há uns tempos atrás. Desde que cheguei, finalmente, a casa esses sentimentos tem vindo a atenuar-se, nem sei muito bem como. Acho que ajudou e muito rever os meus livros os meus cds e outros objectos que me são queridos, que estiveram ecaixotados durante 1 ano e meio. Foi um balsamo curador, é estranho mas é verdade!
Um beijinho e um abraço apertado

kombi disse...

Espero que tenhas atenuado esses sentimentos e te sintas melhor.Ainda ai estás á pouco tempo, dizem os entendidos que só após 3 anos começamos a sentir que estamos em casa que aquele local é-nos familiar, o nosso porto de abrigo, por isso tem calma, tens que te habituar ao tempo e dar tempo para os teus sentimentos assentarem.

eu sempre que vou ao oeste, mais precisamente a são martinho do porto, adoro aquele local, sinto-me que me é familiar, mas tal como tu, sou muito ligada á familia, mais á minha mãe ( o meu pai faleceu já há 5 anos), e como não tenho amigas, sinto que os tempos que vivemos ñão nos permitem a ter amizades, é com a minha mãe que sinto essa amizade, moro a 7km da casa dela e não passo 1 dia sem lá ir, e qd não vou telefono, daí não me estou a ver a mudar de local a onde vivo, apesar de não gostar, mas já me habituei, o tempo já me ensinou que aqui é o meu porto de abrigo.

Boa semana

Algures no Oeste disse...

LUÍSA: Como te entendo. Talvez realmente contribua para isto o facto de ainda ter muita coisa empacotada e algumas decisões "pendentes"...
Um grande beijinho.

KOMBI: Tal como tu, sou muito ligada à minha mãe. Passamos imenso tempo ao telefone e é ela que por vezes me "acompanha" nas minhas caminhadas nocturnas.
Por aqui passou apenas um ano, logo se vê...
Beijinhos grandes.

mamã da princesa disse...

Há dias assim...
Bateu forte, mas espero que tenha passado depressa!

Um abraço apertadinho, muito apertadinho mesmo!