quarta-feira, 20 de outubro de 2010

No Oeste partilham-se roupas dos filhos...

Tenho uma colega que tem um filho dois anos mais velho do que o meu e foi com surpresa quando na Primavera me trouxe, "a medo", roupas do seu filho, perguntando-me se eu queria. E eu quis porque as roupas estavam óptimas, novas e em excelentes condições.
Agora voltou a acontecer. Trouxe-me calças, camisas, blusas, camisolas e está tudo novo e é claro que eu voltei a aceitar porque roupas para rapazes que brincam imenso nunca são demais, estão constantemente a estragar-se e eles crescem tanto, que as roupas deixam de servir de um momento para o outro e eu não tenho problemas nenhuns em que o meu filho use roupas que foram de outro menino, principalmente quando parecem novas em folha.
E achei piada à atitude da minha colega, fiquei agradavelmente surpreendida, porque no meu outro trabalho, em Lisboa, não me recordo disso acontecer, comigo ou com outras colegas. Não me recordo de se emprestarem ou darem roupas ou outras coisas mais...

7 comentários:

Cris disse...

De facto por cá também não é hábito isso acontecer.

Mas é boa essa partilha. E se as roupas estão com novas, ainda melhor.

Beijinhos.

mamã da princesa disse...

Por aqui também.
A M veste roupa, sem problema nenhum, que vêm da minha afilhada e da R, prima do meu marido.
Se a roupa está boa, semi-nova, em condições de ela vestir e é gira, eu não me importo nada.
E este ano veio bastante.
(Tenho de fazer um post sobre isso.)

Beijinhos grandes

Isabel disse...

:-)
Por aqui por Lisboa também se faz isso... pelo menos eu já fiz.
No colégio antigo da Mónica (actual colégio do Afonso), mães de amiguinhos rapazes da Mónica emprestaram-me roupas e até me deram fardas para o Afonso.
E também me emprestaram uma cadeirinha para o carro, um berço e uma espreguiçadeira...
Também já dei roupas a uma colega aqui do trabalho, não porque ela precisasse, apenas porque eram muito giras (da Mónica quando era bebé) e de boa marca e tive pena de dar a alguém que não conhecesse.
Acho esta partilha muito saudável!
Beijocas grandes!

Sandra e Dinis disse...

É óptimo, assim poupa-se uns trocos.

Pena não haver mais gente com este gesto!

bjs

Luísa disse...

Por cá também aproveitamos as roupas dos primos.
Numa época em que se fala tanto de hábitos "verdes" esse é um deles. É bastante ecológico!
beijinhos

SC disse...

Por cá também se faz isso...
Até já tive para fazer um post sobre isso.
Uma colega do meu marido tem uma menina mais velha e outra mais nova que a minha princesa. Então ela manda-me roupa da mais velha e eu mando-lhe da minha para a amais nova dela...quando já não serve devolvemos.
Agora quando estive a ver o que servia ou não do ano passado para o Outono/Inverno, mandei 2 sacadas de roupa, praticamente sem uso para a colega do meu marido, e ela mandou-me também montes de coisas...
Opá a roupa vem e vai impecável, alguma parece que nem foi usada, porque não partilhar?! E assim poupamos uns trocos e ajudamos-nos mutuamente.
É pena não haver mais pessoas a pensar assim, porque protege-se o ambiente, a carteira.
E essa tua amiga foi super simpática, levar-te assim sem te conhecer bem... o pessoal do interior é muito mais afável, né?!
não estou a dizer que os outros não são, mas como os meios são mais pequenos as pessoas parece que se dão mais, sei lá!

Jokas

susana disse...

Por acaso sp fiz isso c a minha vizinha dd o Gonçalo tinha meses....poupamos e as q tao menos boas dao p andar por casa.Eu ca nnc digo nao.

jokitas