sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Paciência errada, à hora errada, com as pessoas erradas...

Tenho mudado muito ao longo dos anos, como toda a gente, acho eu...
Passei duma adolescente e jovem adulta impaciente para uma adulta, nomeadamente hoje em dia, e depois desta mudança para o Oeste, paciente e quase pachorrenta com muitas pessoas, com muitas situações...
No entanto, chego à conclusão que a maior parte da minha paciência tem sido canalizada para pessoas e situações que não merecem a minha paciência... Ou seja, perco facilmente a paciência com os que me são mais próximos e que deviam ter toda a minha paciência, e para outras pessoas, quase estranhas, engulo em seco e tenho paciência, até um dia...
E se calhar isto tudo até já foi demais e eu já me devia ter 'assumido' há mais tempo mostrando que também tenho 'garras' e que comigo não é o "está sempre tudo bem". Isso deve ser assim para quem tenho em casa e não para uma parte da minha vida.
E por isso cansei de ter paciência e de ser compreensiva com quem ainda me fala de forma agressiva ou com quem parece ingnorar-me, como se eu 'afectasse' essa pessoa - não sei no quê, quando estamos no mesmo espaço por pouco tempo, ainda por cima...
Tenho mais que fazer, até porque eu não sou agressiva com ninguém, a não ser num limite extremo... E também não ignoro ninguém a não ser que comecem por me ignorar a mim...
Estou mesmo a cansar-me de ser "boazinha" e tenho mais é que me impôr com quem não merece a minha paciência e a verdade é que também estou a perder a paciência para uma série de coisas e agora estou numa de agir conforme me apetecer e não porque espero que os outros gostem das minhas atitudes.
Ora esta!

1 comentário:

mamã da princesa disse...

Sim, ás vezes perde-se tempo com quem não merece!
Vivendo e aprendendo!

Beijinhos e um excelente fds