quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Seguir o instinto

Ainda que signifique uma cabeçada, um passo irreversível, ainda que daí possam surgir consequências, por norma sigo o meu instinto e a minha vontade interior... Sigo o que me algo me diz cá dentro e é assim que me sinto melhor. E com o passar dos anos, cada vez me preocupa menos o que possam dizer ou pensar porque pensando bem, há sempre uma justificação e uma razão para surgirem determinados comportamentos.
Creio que finalmente estou a cansar-me de ser a boazinha, a boa pessoa, a pacífica, a calada, a anti 'confrontos', a eternamente necessitada de que a aceitem e de que não a julguem ainda que isso signifique de repente que pareço uma espécie de pessoa quase cruel, fria ou racional. Mas é que há sempre mas sempre um motivo para tudo...

3 comentários:

mamã da princesa disse...

Pois eu tb confio muito no meu instinto e tb já não me vou preocupando com o que os outros pensam...
Nós é que estamos que estar bem connosco...

Beijinhos grandes

365 Ideias disse...

Prontos, eu faço um cafuné para ti, vá... cutchi, cutchi...senta aqui... cutchi, cutchi

Carla Isabel disse...

É por aí mesmo...falámos tantas vezes nisso no msn, lembraste?

Bjs