quinta-feira, 4 de novembro de 2010

A crashar

Talvez o meu computador interior esteja a 'crashar'. É que à mínima contrariedade "explodo"...
Estou no meu trabalho a sentir-me muito mal comigo mesma por causa duma birra matinal do meu filho e às tantas já não sei se é ele que tem andado extremamente birrento e teimoso, se sou eu que ando com pouca paciência ou as duas coisas juntas.
Saímos cedo de casa e como tal parei para irmos os dois ao café. Constato que me esqueci do telemóvel em casa, voltamos para trás e fomos a casa. Tínhamos saído cedo mas com este percalço ficámos "atrasados" e a ideia era levar o filhote directamente à creche. Começou uma birra no carro porque queria ir ao café e eu como queria beber café acedi.
Compasso de espera.
Sou atendida e eis que começa outra birra porque queria bolos e donuts daqueles cheios de cores e "porcarias". Não acedi ao seu pedido birrento e pedi um queque para lhe dar até porque sabia que fome não tinha já que em casa bebeu o leite com a imensa papa e ainda comeu um pedaço do meu pão integral com queijo e manteiga.
Começou aos berros a dizer que não queria aquele bolo, que queria os outros e eu a beber café e a dizer que não. Por fim atirou-se para o chão, algo que eu "adoro"... Terminei o café, peguei-lhe no braço, levantei-o, levantei a minha voz e saímos porta fora com as pessoas a olharem para nós.
Chegámos ao carro já eu transpirava com a irritação, ralhei, nunca quis o bolo (teimoso e orgulhoso!!!) e saíu do carro rumo à creche a choramingar.
Dei-lhe um beijinho mas ficou a "fungar". Eu vim embora destroçada por ter sido brusca com o meu filho, por me ter irritado tanto com ele, chateada comigo mesma por ter acedido ao seu pedido de irmos ao café, enervada com tudo, enervada por me enervar. A vontade foi a de gritar bem alto para exorcitar o que me vai cá dentro mas contive-me e vim trabalhar.
Dia de neura portanto... Dia de pensar que ultimamente quase tudo me enerva, tipo panela de pressão ou tipo vulcão adormecido e que acorda...

4 comentários:

teresa disse...

Como eu te entendo. Também ando assim.Explodo aom qualquer coisa. A paciência é pouca.
Melhores dias viram (espero eu).
Beijos.
Teresa e Matilde

Cris disse...

Quem não ficaria de todas as cores com uma birra dessas logo pela manhã?

Relaxa, que é normal.

A neura também é normal. Amanhã será um novo dia.

Beijinhos.

kombi disse...

vai passar rapído, tenho fases assim e não gosto nada, agora ando numa fase muito boa, assim com o sol a brilhar, a minha vida continua na mesma, sem mudanças daquilo que não gosto, mas decidi eliminar algumas tarefas, sentia-me a sufucar por não conseguir fazer tudo o que me competia e sempre irritada, enervada
apesar da energia sentia que não conseguia fazer tudo a cabeça sempre muito confusa a querer organizar tudo.
Agora ando numa de calmaria, paz e amor, cá em casa até notam " então não gritas, não discutes com o pai :D "

mamã da princesa disse...

Nem sei que te diga!
Vai chegar o momento da explosão, certamente!

Mas ás vezes a paciência esgota-se e os "piquenos" são peritos nisso.
Não te culpes... acontece! E por vezes é necessário.
A mim também me acontece... e depois...
Enfim, coisa de mãe!

Beijinhos grandes