sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Observações quase sem resposta

E o que dizer ou como reagir quando estamos a vestir o nosso filho de manhã, cantarolamos a dizer que é sexta-feira e de repente o nosso filho pede para o irmos buscar mais cedo à creche, com estas palavras exactas.
Primeiro não dei grande importância porque pensei que podia estar a 'brincar' e disse que estava a trabalhar mas eis que começa a choramingar e a resmungar dizendo que quer que o vá buscar mais cedo à creche. Aqui eu própria me consumi por dentro porque senti um desabafo genuíno e calmamente disse-lhe que o ia buscar o mais depressa que podia. Pede-me para prometer que o ia buscar mais cedo e como desde que nasceu que decidi que iria ser sempre franca e sincera com o meu filho, disse-lhe que não lhe podia prometer isso porque não o podia ir buscar mais cedo. Que estava a trabalhar mas que todos os dias saía a correr do trabalho para o ir buscar o mais depressa que podia...
Lá se resignou e eu fiquei a pensar nisto porque, ainda assim, não o vou buscar muito "tarde", quer dizer, fazendo as contas, passa cerca de nove horas por dia na Creche mas não temos outra forma de contornar este assunto. Não há avós, sogros, primos ou tios por perto que pudessem dar uma mão nesta questão... Sou só eu e o pai. Eu perto, o pai que vem de longe...
Ainda bem que é sexta-feira...

2 comentários:

mamã da princesa disse...

Hoje a M não queria ir ao colégio... expliquei que já era sexta feira e amanhã não ía... lá se convenceu!
E não são raras as vezes que assim que acorda me pergunta se ficamos em casa... confesso que esta pergunta me entristece!
Quererá isso dizer que sente a nossa falta e quer estar mais tempo connosco?!

Também eu me atormento por ela estar tanto tempo no colégio (das 9.20h até ás 5/5.30h/6h), mas não pode ser de outra forma... apesar de ter familia por perto...

Enfim... resta-nos o fds para compensar... e está quase aí!

Beijinhos

Sofia disse...

É nestas alturas que ficamos com o coração apertadinho, e, de certa forma, de mãos atadas... O Gonçalo também começou recentemente a expressar de forma mais directa estas vontades... e desde que mudou a hora então (escurece mais cedo) pergunta quase todos os dias se o vou buscar "cedo".

Beijinhos