sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Estarei a ficar insensível, imune ou...

Estarei a deixar de ser parva? É que agora, ao contrário do que acontecia antigamente, eu 'desconfio' quando certas coisas acontecem. Deixei de estar sempre disponível depois de levar tantas "patadas" de várias pessoas.
E agora não fico aos pulos quando depois de ausências enormes me aparecem com telefonemas e mais não sei o quê.
Ou eu tenho alguma paranóia ou então não acho normal que pessoas a quem abri as portas da minha casa, a quem recebi com a minha família, a quem fiz refeições e patuscadas, a quem convidei para festas de anos e o baptizado do meu filho, não se lembrem dele mas se lembrem de me ligarem para dizer que uma pessoa que eu mal conhecia tinha falecido. Lamento imenso a morte seja de quem for, agora lembrarem-se de me darem notícias destas e não se lembrarem de mim nem do meu filho, não acho lá muita piada...
Depois há quem desapareça e só telefone quando se aproximam, como dizer, "datas especiais", ou quando não sabem de nós nem do nosso futuro. Tipo aproxima-se uma data em que vai ter que acontecer algo, deixa-me cá telefonar para saber se estão bonzinhos e assim saber da vida dela, deles.
Fantástico mas estou a ficar farta de ser parva, disponível, aberta e sempre satisfeita. O problema é que acho que estou a cair no extremo oposto que é não querer ligações com nada nem com ninguém e por isso criei distâncias de tudo e de todos.
Eh pá, que post tão amargurado para uma sexta-feira mas não sei para que lado me virar no trabalho e em casa...
Desculpem lá qualquer coisinha mas hoje estou assim, sem tempo e sem paciência...!

4 comentários:

Luísa disse...

Compreendo perfeitamente o que sentes... por vezes também me sinto assim. Tenho tentado combater estas sensações, porque me fazem mal.

Quanto aos animais, cá por casa foi mais fácil porque a nossa cadela adora os gatos e nunca lhes ladra nem faz mal, quer é brincar com eles ;-) E também já está uma velhota (14 anos)! Mas vais ver que com o tempo por aí por casa tudo se vai compor.

beijinhos e bom fim-de-semana

Elsa disse...

concordo plenamente, fazes muito bem em abrir os olhos!!! há com cada gente parva á nossa volta que só visto... :(

kombi disse...

eu acho que é mais a sabedoria que se alcança com a idade, tb ando assim mais indifente a coisas que antes me afectavam.

rita disse...

Eu tb já vou abrindo os olhos p certas coisas. Infelizmente temos q nos proteger e para isso temos q ir contra a nossa natureza.
Bjs