domingo, 16 de janeiro de 2011

Algures e a lama

E se eu achava de doutras vezes tinha ficado cheia de lama, o que dizer do dia de hoje em que houve momentos em que nem sabia como iria sair dali sem me molhar, cair, encher de lama e sei lá que mais... Felizmente consegui passar sempre sem tombar ou mergulhar na lama mas isso não impediu que ficasse cheia de lama nos ténnis e na roupa e na bicicleta nem sei o que diga...
De qualquer forma, depois sai tudo na máquina de lavar roupa e como dizia o anúncio do detergente, ainda que tal frase fosse mais dirigida às crianças, é bom sujar-se e não é que é mesmo...? Ainda que de início, confesso, torcesse o nariz ao ver muita lama e pensasse que não me queria sujar. São mesmo pensamentos à mulher, acho eu. Andar a pedalar, no meio do mato, a gozar uma bela manhã de Domingo e só a racionalizar e a pensar que não "devia" sujar mais roupa, ah, ah, ah, ah, ah, ah, ah, como se tal fosse possível. Só se me fossem buscar com uma grua ou com um helicóptero...!
:)))))))

2 comentários:

Gambozina disse...

:)
Parece o João ontem de manhã depois dum passeio ao ar livre.
Boa semana!

Isabel disse...

Xi!...
Só consegues tirar essa lama à mangueirada, não?
Beijocas!