sábado, 22 de janeiro de 2011

Correr para aquecer

Estava indecisa em ir caminhar e correr sob uma temperatura de 9º de algum vento quase gélido mas o meu corpo pedia que o fizesse e eu obedeci porque pensei que realmente fazemos exercicío quando nos apetece e quando temos vontade. Se eu não tivesse ido caminhar depressa e correr não iria parar de pensar no assunto porque isto já se tornou uma espécie de vicío que me dá imenso prazer e que é quase uma espécie de terapia.
Depois de correr sinto-me sempre muito bem e espero poder sempre continuar a fazê-lo nem que seja apenas uma vez por semana.
Ainda que estivesse muito frio, estava sol e pensava eu que iria acontecer mas o máximo de roupa que hoje 'despi' foi o corta-vento. Nunca despi a camisola polar e não fiquei de manga curta como tem acontecido noutros dias deste Inverno. Hoje, e ainda que tivesse ficado encalorada, assim que abrandava o ritmo sentia o frio e no regresso a casa, quase com o sol a pôr-se, tive que voltar a vestir o corta-vento.
A minha cadela deve adorar estes passeios porque corre que se farta, muito mais depressa do que a dona ;) e digo sempre que é uma priveligiada porque são raros os cães que andam assim em liberdade como ela...
E lá subimos e descemos as escadas super inclinadas do costume, parámos a contemplar a paisagem apaziguadora e o silêncio que nos rodeia. Assim se fizeram cerca de 5,24 Kms que renderam 7382 passos.

Sem comentários: