terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Mães de 2006, pensam no mesmo que eu...?

Que é o dia que parecia tão longínquo em 2006 está prestes a chegar? Bem sei que não é este ano que os nossos filhos entram na escola "a sério" mas eu já só penso que o meu filho vai fazer 5 anos e que já vai para a pré-primária! E como isto é tipo mais um marco, um passo no seu crescimento, começaram as minhas dúvidas entre o deixar continuar na Creche onde está (e que é excelente) ou ir inscrevê-lo no Jardim de Infância público que fica na mesma zona e onde depois seguirá para o 1.º Ano...
Em relação às actividades, o Jardim de Infância público não tem Equitação nem as aulas de Ciências, mas tem as restantes que o filhote tem na Creche e até tem uma actividade diferente...
Por um lado, acho que deve continuar na Creche porque já está habituado, tem os seus amigos, conhece a Auxiliar e a Educadora, eu também já estou habituada ao seu funcionamento e horário que é excelente. Por outro lado, será que não seria já uma preparação e adaptação ir para a Escola onde depois andará até ao 6.º Ano...? Para além disso, seria muito mais barato, sem sombra de dúvidas...
Digam-me vocês, mães de 2006, se estiverem numa situação semelhante, que pensam vocês fazer...? E também pensam já nesta "questão" da pré como se de repente os nossos filhos tivessem crescido muito...?

8 comentários:

Gambozina disse...

Não te posso ajudar. Eu como sempre detestei e receei estas mudanças e sofri por antecipação a cada uma delas (o que eu chorei antes de ir para o ciclo e depois para a escola secundária a pensar que ia ser muito dificil adaptar-me!) nem sei como vou reagir quando o João chegar a essa altura. Só tenho é que me lembrar que apesar de recear estas mudanças acabaram sempre por ser pacificas e até correram muito bem. Em cada uma delas encontrei amigos que ainda conservo!
[desculpa não ajudar, só baralhar!]

Sandra e Dinis disse...

Ana,

O Dinis já está na pré, e posso dizer-te que atá ao Natal não foi fácil, porque lá não há diferença de idades na sala, têm meninos que este ano já vao fazer 6, outros 5 e como o meu que agora acabaram de fazer 4. Não sei se é assim nas outras pré!

Eles aprendem as más coisas com os mais velhos, mas tb os mais velhos "puxam" pelos mais novos. Agora que começou o 2º período acho-o mais independente e a gostar mais. O pior são os horários, mas há muitos meninos k depois ficam em ATL's.

A melhor coisa é saber que de certeza vai entrar para a escola no ano que fizer os 6, pois é a mm escola.

Bjs

MMCS disse...

Não sou a pessoa mais indicada para te aconselhar, porque no caso do meu filho vai continuar no mesmo sítio até ao 9.º ano. Uma dos motivos que me levou a inscrevê-lo lá foi garantiremme que ele nunca seria separado totalmemte dos amigos. E a verdade é q a educardora dele já o acompanah desde o berçário e vai fazê-lo até à primária. Depois na primária troca de professora, mas pelo menos meia dúzia de amigos ficarão na mesma turma e o espaço será o mesmo, não será grande a mudança portanto.
Em termos de actividades também há muito por onde escolher.
Agora que se gasta mais, lá isso gasta...
Não se pode ter o melhor dos dois mundos...
Beijocas

kombi disse...

as minhas filhas não são de 2006 mas dou-te a nossa experiência que foi boa visto as minhas filhas só terem frequentado dos 3 aos 4 anos um colégio, o restante tempo estiveram comigo que sempre fiz de tudo para lhes dar horários e actividades.

na pré entraram as duas aos 5 anos e tal como a "sandra e dinis" relatou a sala tem meninos mais "sabidos" que são condicionais e como tal fazem 2 anos de pré.

na mais velha não tive razão de queixa já da mais nova tive, ach um exagero pagar 38€ por uma bata que só vai servir naquele ano pois estão sempre a mudar o padrão bem como o exagero de material que pediram uma lista superior a 60€ e não vi quase trabalhos feitos, resposta " os meninos estragam mais do que tiram proveito", os horários tb não são fáceis, das 9.15 ás 15.15 com almoço das 12 ás 13 com pagamento de vigilância do almoço, já ATL nunca andaram, o da escola deixava a desejar.

no entanto no ano passado qd a P7 entrou no 1º an tinha alguns meninos de 5 anos que não fizeram pré e que nãotinham regras de sala de aula bem como tinha alguns prestes afazer 7 anos que estiveram 2 anos na pré o que fazia com que tb não tivessem regras pensavam que a escola era uma brincadeira como a pré foi.


upss já me alonguei muito.

Isabel disse...

Eu sugiro que fales com algumas mães da creche para ver se alguns meninos já mudam para a outra escola.

Eu mudei o Afonso este ano de escola e ele teve uma adaptação fantástica, surpreendeu-me!

Agora "só" terei esse dilema quando ele for para o primeiro ano, altura em que terei que decidir se muda ou não para a escola onde está a mana.

Beijocas!

Maraffaada disse...

Cá está uma mãe de 2006 (de um certo dia muito especial ;-)) que anda com o mesmo dilema (no caso, já resolvido). A Isabel vai para a pré, porque:
- é boa;
- é mais barata(infelizmente, os tempos são de crise);
- tem um bom ATL (a pré, a primária já não...), com horários que são ajustados aos meus;
- porque acho importante ela ter uma adaptação prévia À escola onde fará a primária;
Mas principalmente porque:
- vários amiguinhos vão seguir para a pré, sendo que alguns deles são com quem ela se dá mais e eu não quero que ela perca essas referências;
Aliás, ainda n tinha pensado nisso até ao dia, em que numa festa de um menino, várias mães falaram no assunto... Tenho andado a recolher informações e irei tratar da matrícula em breve.
Boas decisões!
beijinhos, para ti e para o teu escorpiãozinho!

Ana e Vasquinho disse...

Ai rapariga, podia ter sido eu a escrever isto. Sinto os mesmos receios que tu. E tal como tu decidi que não mudar o Vasco. Se Deus quiser ele entrará na primária pública sem dificuldades maiores.
Ele adora o sítio onde está, eu adoro tudo o que se lá passa.
Não há-de ser grande a mudança, até porque eles se adaptam melhor do que nós imaginamos e deve ter alguns meninos do infantário onde está.
Em 2012 logo penso nisso.
Uma professora já me disse que há falta de crianças, que hoje em dia não há essa dificuldade.
Não sei bem se será assim, mas também não quero pensar.
Claro, penso como tu, pagaria muito menos (no meu caso, com os meus rendimentos e solteira, imagina...), mas nem isso vale com que eu o mude este ano. ~

Beijinhosss

SC disse...

Olá amiga
Já pensei(pensamos) e ponderamos o que estás aqui a falar.
Para já, e pensando não mudar de ideias até lá, a Princesa irá continuar no local onde se encontra. E seguirá, desde que nós possamos para a primária também na mesma instituição. Gostamos do trato, do ambiente, e tendo em conta também a permanência da maioria dos colegas. Depois também houve outro factor que pesou na decisão... que é os nossos horários. Independentemente do horário que lhe calhasse na escola pública, teria que frequentar sempre um ATL, para tal, isso implicaria saídas da escola, andar para trás e para a frente... e seria uma prestação que ter-se-ia que pagar. Se ficar na Instituição onde está, acaba por se pagar quase o mesmo, fica lá dentro do horário escolar e no período do ATL. O almoço é lá também, bem como os lanches...
Esta é a nossa decisão tomada há dias atrás quando, à tua semelhança, pensamos no assunto. Mas infelizmente, muita tinta irá correr nestes anos que se avizinham e não sabemos como será o nosso futuro. Mas espero não ter que forçadamente mudar de opinião.

Jokas