quinta-feira, 24 de março de 2011

Será que se for a correr para casa...

Ainda consigo ir correr no verdadeiro sentido do termo? É que se for a correr para casa não sou eu que corro, é o carro mas depois ao entrar em casa será a verdadeira maratona para me ver livre de malas e sacos, acessórios, despir a roupa que tenho, vestir a roupa desportiva mais os ténnis, encher o meu cantil piroso-desportivo com água, colocar o pedómetro à cintura, a trela na cadela e finalmente sairmos de casa... a correr... Às vezes acho que sou uma espécie de adulta hiperactiva porque não consigo estar quieta seja fisícamente, seja apenas a pensar...

Sem comentários: