domingo, 18 de dezembro de 2011

Andar de bicicleta é quando uma mulher quiser...

E está visto que isto agora é assumido, "está-me no sangue" e não consigo passar sem andar, correr, saltar ou... pedalar... 
Posto isto, e após uma vida maternal, canina e doméstica intensa num Domingo de manhã, num Domingo à tarde peguei na minha bicicleta e lá fui eu até porque me sentia cheia de força. O corpo pedia e como tal, fiz 16 quilómetros em menos duma hora, metade no meio do mato e da lama, e a outra metade na estrada...
O vento frio na cara sabe-me bem e serve para pôr as ideias em dia (ou talvez não...).

Sem comentários: