segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Chegaram, estiveram e já foram embora...

Tudo o que é bom parece realmente passar depressa demais...
Os meus pais chegaram na sexta-feira e foram embora hoje de manhã e se no início, aquando da nossa mudança para o Oeste, estes dias me custavam horrores, agora já não me sinto assim...
Custa-me, é certo, mas penso que a vida é assim e que continua, que esta foi a vida que escolhi...
Na sexta-feira quando nos reencontrámos a minha mãe agarrou-se a mim a chorar e eu, ainda que emocionada por rever os meus pais que não via há semanas, não chorei e até estranhei a sua atitude. É que a minha mãe nunca foi pessoa de chorar, de estar triste, de ter depressões, de andar zangada com o mundo e com a vida. Sempre foi uma pessoa forte, alegre, positiva e de sorriso nos lábios...
Com tudo isto constato que estou realmente diferente, que estou mais forte e independente. A mudança para o Oeste surtiu realmente em imensos benefícios ainda que, por vezes, tenha sido um processo quase doloroso...
Agora tenho assim como que uma capa protetora ajudada pelas vivências e, sem sombra de dúvidas, pelo desporto... Fazer exercicío melhora o humor, a auto confiança e faz-nos mais seguros...
Por exemplo, o que pedalei ontem e nas condições em que o fiz, deixaram-me com uma dose de segurança muito grande porque me superei a mim mesma em diversas partes do percurso... Fiz coisas que achava não conseguir ou não suportar mas estão feitas e não 'morri' nem estou 'doente'... 
E daqui a nada vai a família estar toda junta outra vez. Até ao Natal é um salto...!

(imagem da net)

2 comentários:

Cris disse...

Imagino que deva custar muito mas assim até aproveitam muito mais o tempo :-)

E fico feliz por estares tão bem contigo própria.

Beijinhos.

Carla Isabel disse...

;)..é mesmo!