sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Quase 2 horas...

Acho que nunca tinha estado tanto tempo num ginásio a fazer exercicío como aconteceu hoje... Tal só aconteceu porque me sentia bem e porque tinha tempo, algo que escasseia para os meus lados ultimamente...
Vai daí que hoje não me fui exercitar à hora de almoço do trabalho, o que me limita e 'stressa' sempre um pouco pois tenho o tempo contado ao milésimo de segundo em relação ao tempo que dispendo com o exercicío, com a ida e a vinda para o trabalho, com o banho e com a alimentação (vulgo espécie de almoço...).
Hoje consegui ir ao final do dia porque ia também fazer a avaliação física e constatou-se que o meu peso e as minhas medidas mantêm-se na mesma. Até pensava que tinha aumentado de peso porque na última semana tenho comido que nem uma doida e já se sabe que estas coisas em mim refletem-se logo no rabo e na anca, mas afinal não, está tudo na mesma... A tensão estava outra vez um pouco alta mas, ainda assim, mantenho uma excelente condição física.
Entretanto comecei a treinar o novo treino que demorou para aí uns 50 minutos e quando estava quase a terminar eis que começa uma aula de Cycling e... lá fui eu... Pensei (sinceramente) cá para comigo que se não aguentasse, por causa do esforço físico já feito préviamente, que sairia a meio da aula... Nunca pensei que iria aguentar a aula toda e de forma tão enérgica, ainda por cima... É que não me custou mesmo nada fazer a aula toda e tendo em conta a sua intensidade creio que era suposto "cair para o lado" com o esforço pedido, mas tal não aconteceu.
E isto realmente tem um efeito terapêutico em mim... Saí de lá completamente relaxada e 'zen', para além de escorrer em transpiração, e a sentir-me muito bem...
Acho que até eu própria começo a ficar surpreendida com as minhas capacidades e resistências físicas porque me estou sempre a superar...
Com tudo isto, hoje foram quase 2 horas de exercicío e no total da semana (desde Domingo) foram 375 minutos de exercicío, qualquer coisa como 6 horas e 25 minutos... Até aqui há um crescendo ao longo das semanas... Não sei como será se tiver que abrandar o ritmo.
Não quero, não posso, nem aguento... É mesmo a minha terapia...

Sem comentários: