segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Saltar de um baloiço...

Saltar de um baloiço em andamento e num ritmo elevado é uma das minhas memórias simples e felizes de infância... Dar um impulso do corpo enquanto o baloiço está "no ar" e projetar-me e saltar para a frente era das coisas que mais gostava de fazer em criança e adolescente (12/14 anos...).
Neste fim-de-semana voltei a fazê-lo e senti-me nas núvens... Aproveitei o facto de estar sozinha num parque com o filhote para recuar no tempo e voltar a saltar dum baloiço, desta vez com uma altura e peso a mais do que os que tinha quando andava pelos 12/13 anos...
O filhote também adora andar no baloiço e fartamo-nos de rir quando eu o empurro para ganhar balanço e eu corro para o outro baloiço para ver se o "apanho" e ando mais alto do que ele. Isto culminou nos 'famosos' saltos e na sensação extraordinária de balaçar o corpo, de sentir o vento e os cabelos a 'voarem', de ouvir as risadas do meu filho desta figurinha da sua mãe, à beira dos 40 anos e da nossa amiga canina a correr desenfreadamente dum lado para o outro...
A brincar até lhe disse que não era qualquer um que tinha uma mãe doida varrida que saltava dos baloiços em andamento rápido!
Maravilha...

(foto da net)

1 comentário:

Cris disse...

LOL

Eu também adoro o baloiço, ainda hoje...

A criança dentro de nós nunca morre :-)

Beijinhos.