sábado, 7 de janeiro de 2012

Testado e comprovado: a (ultra) agitação apazigua(-me) mais do que o calmo e 'transcendente'...

Contra factos não há argumentos, como dizia "a outra"...
Nesta semana tive a 'prova provada' daquilo que afinal já sabia: o exercicío físico intenso tem um efeito muito mais tranquilizador e apaziguante em mim do que o exercicío físico mais moderado, calmo e 'reflexivo'...
Durante esta semana fiz uma aula mais calma que não me deixou lá muito animada... Suponho porque não teve uma parte 'cardio' antes e vai daí que a endorfina não se deve ter soltado lá muito... A 'angústia' era "tanta" que ao serão, depois do jantar, fui caminhar com a minha amiga canina para 'compensar' o que faltava...
Já ontem... Bem, ontem estive 12 minutos na passadeira, e devo ter corrido uns cinco e caminhei muito depressa os restantes com a passadeira num grau de elevação muito alto...
Depois... Depois fiz uma aula de Cycling que durou para aí uma hora e devo dizer que soube mais que bem pela sua intensidade e dificuldade. Transpirei mais que sei lá o quê, só via gotas de suor a escorrerem pelos meus braços abaixo, a pingarem na toalha caídas da cabeça e da cara e o desafio de tentar fazer algo difícil e conseguir, ui, dá assim um gozo descomunal...
Para além disso, são todas as energias que se soltam e que no final dão uma sensação de tranquilidade muito grande...
Cheguei a casa, comi qualquer coisa, sentei-me no sofá e adormeci. Nem fui ao computador, levantei-me diretamente do sofá para a cama...
Venham mais aulas assim que eu agradeço e "preciso"...

(foto da net)

1 comentário:

Elsa disse...

é super estranho mas compreendo-te perfeitamente!!
na semana passada partiram um vidro no ginásio e ficámos toda a semana sem aulas... tive muito desmotivada, até andava "cansada" por voltar ao circuito e suar menos... que estranho lol... acho que queremos mesmo ficar todas partidas, só assim nos sentimos bem, né...