quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Como nós nos vemos e como os outros nos veêm ou... estão realmente a falar de mim...?

Ainda que tenha perdido imenso peso (eu relembro: 26 quilos...) e que em Dezembro passado tenha passado um ano após o qual atingi o peso que tenho hoje em dia, continuo sempre a achar que, ainda que esteja 'bem', que a parte dos glúteos continua 'composta'. Bem sei que isso faz parte da 'configuração' do meu corpo e que não está nada de 'exagerado' mas ao olhar-me ao espelho, raras são as vezes em que me acho magra no verdadeiro sentido do termo.
Acho-me 'normal' e pronto.
E por isso, é com sinceridade e com risos parvos que demonstro o meu espanto quando alguém se refere a mim com características que acho pouco "normais" ou habituais em mim...
Hoje perguntaram por mim a uma colega e qual não é o meu espanto por se terem referido a mim como "alta e magrinha"... Magrinha... magrinha...? Eu magrinha...? inha...? Este "inha" é que é mesmo algo a que não estou habituada...
Aos olhos dos outros estou magrinha...  E desatei à gargalhada porque não me vejo nada assim... magrinha... inha... eu "inha"...
Eu olho-me ao espelho e continuo a achar que tenho o rabo e a anca compostos e, aqui entre nós, tento sempre 'tapar' o rabo com blusas mais compridas e tal...
Magrinha... Alta e magrinha... Alta sim mas antigamente perguntavam por mim referindo "alta e calmeirona" ou a variante "alta e grande"... Nunca ninguém referiu "alta e grandINHA"... ou "alta e calmeironazINHA"...
Alta e magrinha... Esta é boa... Estou mesmo feita tótó não estou...?

(foto da net)

Sem comentários: