terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Do Facebook...

Tenho momentos em que me apetece apagar a conta do Facebook e então agora com a Cronologia ou lá o que é aquilo, ainda pior acho que aquilo está...
Depois, no início, só adicionava quem conhecia pessoalmente mas com o passar do tempo isso também se alterou e neste momento tenho muitas mais pessoas do que as que previa... Há pessoas que apesar de não as conhecer pessoalmente, conheço dos blogs e então, na verdade, é como se fossem minhas conhecidas e fizessem parte da minha vida desde sempre...
Fiz depois uma alteração que distingue entre Amigos e Conhecidos. Estes últimos não têm acesso à maior parte das minhas coisas e fotos e isso deixa-me um pouco mais 'tranquila' até porque nem sou de colocar muitas informações e fotografias, principalmente do meu filho...
Achava também que o Facebook servia para manter o contacto com quem vai ficando longe e a minha adesão ao Facebook coincidiu com a mudança para o Oeste, precisamente para continuar "a ver" as pessoas que ia deixar de ver todos os dias... Contudo, acontece(u) um fenómeno curioso que é o de acabar por interagir muito mais com quem interajo no meu dia à dia do que com as pessoas com as quais deixei de me relacionar na minha vida diária...
Agora o que eu não contava acontecer, e nem sei se isto será normal, é que, por vezes, ao serão, desato a rir à gargalhada atrás do computador com as conversas e fotografias nas quais "participo" no Facebook. Nunca pensei que um dia me iria rir tanto sozinha atrás duma máquina, devido à interação on line que estou a ter... Sempre achei que só me riria com gosto "ao vivo e a cores" e afinal dou boas gargalhadas e depois pergunto-me se isto será normal ou se é o meu cérebro que está a regredir...
E é por estas risotas que, por enquanto, não desisto do Facebook...

1 comentário:

Diana Bento da Silva disse...

Fazes bem em nao desistir ;)