quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Terão as mães realmente sempre razão...

É que se assim for ontem a minha "recomendou-me", ou melhor, "mandou-me" parar de andar de bicicleta ao fim de semana. Diz que eu preciso de descansar, que ando sempre a correr e se vou ao ginásio todos os dias para que é que me meto a andar de bicicleta, sozinha ainda por cima, por caminhos solitários.
Acrescentou ainda que eu devia era pegar no menino e na cadela e ir com eles ao parque dar uma voltinha mas algo mais calmo e tranquilo...
E assim de repente perguntei-me se a minha mãe teria razão.
Realmente ando para aí feita maluca a andar de bicicleta para quê? Para perder peso 'já' não é 'preciso', não sou atleta nem nunca fui, também não tenho um passado ciclista, não sou professora de ginástica nem tenho ligações à carreira militar pelo que realmente se calhar devia era estar em casa ou no parque a fazer 'tricot' e a coser meias ao invés de andar para aí a pedalar feita maluca, sendo que eu saio completamente do perfil de quem costuma pedalar e/ou fazer BTT...
Já nem tentei 'explicar' que neste momento vou pedalar porque gosto e me dá prazer e porque, inconscientemente, sei que me estou a preparar para uma maratona que irá decorrer lá para a Primavera... É verdade, não sou atleta realmente mas eu sei que cá dentro com as pedaladas ao ar livre e com as aulas de Cycling que estou a treinar para ter uma boa prestação na(s) maratona(s)... O que eu penso é que sem metade da preparação que tenho hoje em dia, as duas maratonas em que participei não correram assim tão mal (porque não desisti nem fui a última...), como será agora que estou mais bem preparada... É a tal tentativa da superação de nós próprios...
Ou será que a minha mãe tem razão e o melhor é parar com isto e resignar-me a ir ao parque e pensar que tenho quase 40 anos e que o melhor que tenho a fazer ao fim de semana é ser mesmo 'apenas' dona de casa e mãe... Ui, e o que eu adoro ser dona de casa...

4 comentários:

Isabel disse...

Eu acho que deves seguir o teu coração e o teu corpo. Comigo foi assim. A certa altura da minha vida, optei por mudar e deixar para trás o ginásio para ter mais tempo para estar com os filhos e com o marido.

Mas foi uma decisão com o coração, não fiquei triste nem deprimida por deixar de ir ao ginásio, porque isso também não iria contribuir para ser mais feliz em casa... ;-)

Beijocas grandes!

Cristina disse...

As mães têm sempre razão. Às vezes.
Deixá-las pensar que sim. Aprendi que é muito complicado fazer a minha mãe compreender certas opções e decisões minhas, por isso ouço o que ela diz e digo que sim. Depois faço o que acho que devo fazer. Não é o mais correcto? Paciência, é o que dá menos confusão e discussão. E eu adoro a minha mãe e detesto discutir com ela. Guarda as meias para remendar para quando não conseguires andar de bicicleta. Até lá, aproveita e leva o teu miúdo também a andar de bicicleta com a cadela a correr atrás de vocês.
Bjos

Sandra e Dinis disse...

Faz o que tu achares melhor, que é mesmo andar de Btt, qual é o mal?! E acredito que o teu filho te sente mais feliz se tu estiveres feliz, mesmo que seja menos tempo. De que vale estares mais tempo em casa se não estiveres bem?!

beijinhos

Vera, a Loira disse...

As mães não têm sempre razão. Se tivessem eu já não fazia BTT por mil e um motivos que a minha me aponta. Aquilo que gostas não depende da idade, mas da paixão com que o fazes, por exemplo uma das donas das meias que viste lá no meu blog tem 50 anos e continua a acompanhar-nos pelos montes de bicicleta. Aquilo que acho é que o mais importante é fazer o que gostamos e o que nos sentimos bem, e não te vejo a sentir-te bem a fazer tricot.

Um dia destes vamos a uma maratona juntas ;)