terça-feira, 13 de março de 2012

Às voltas

Eu ando às voltas, às voltas, às voltas e quase sem parar.
Ando às voltas e com tanta volta sinto que estou a 'falhar' nalgumas coisas, que o meu corpo e o meu ser querem chegar a tanto, querem dar resposta e ser rápidos, e com tantas voltas estou a ficar tonta e a não conseguir ser célere e rápida como era.
Eu ando às voltas e não estou a conseguir concentrar-me e focar-me no que realmente é importante e não gosto nada disso.
Eu ando às voltas e não gosto de algumas situações atuais que estou a vivenciar, ainda que não sejam nada de grave nem de dramático, ainda que não existam problemas de saúde, como muitas vidas que existem por esse mundo fora, mas estão a influenciar as minhas prestações.
Eu ando às voltas e parece que não chego a lado nenhum.
Rodopio por  muitos sítios e situações e nada se define e eu não gosto nada disso.
Eu ando às voltas sem parar.
Eu ando às voltas mas um dia destes fico tão tonta que se calhar acabo por cair...


1 comentário:

akombi disse...

esse texto até parece que o escrevi, é tal e qual, um corre corre mas não sei para onde.