domingo, 18 de março de 2012

A solidão no meio da multidão...

Podia ter sido apenas um passeio de bicicleta. Quando as coisas são simples é assim que as vemos mas de momento eu não me sinto uma pessoa 'simples'. Se calhar estou com algum 'problema' e não sei. Só sei que ultimamente dou por mim a analisar tudo e a tecer diversas considerações e não sei se isto é da idade ou se tal se deve ao facto de não andar muito animada...
Como é sabido, costumo andar de bicicleta sozinha e de há uns tempos para cá que tal situação me tem "chateado" e vai daí que quando surgiu esta oportunidade de ir a um passeio, pareceu-me boa ideia porque achei que iria encontrar pessoas com os mesmos gostos do que eu, vulgo mulheres porque realmente isto do BTT começa a parecer um clube privado para senhores...
Mas como estava a dizer, lá fui eu mas isto também foi bom porque em dois anos a pedalar, foi a primeira vez que tive que transportar a bicicleta no carro e isso obrigou-me a aprender a montar e a desmontar as rodas da bicicleta bem como o selim.
Fui munida de luvas cirúrgicas para não sujar as mãos e, completamente sozinha, tirei a roda do carro, a bicicleta desmontada e o selim e montei tudo, ficando pronta para pedalar.
Ajeitei a roupa, coloquei o capacete, as luvas e estava pronta para partir. Já sabia que mulheres deveriam ser poucas e, na verdade, digamos que 96% dos presentes eram do sexo masculino e apenas 4% das participantes eram mulheres...
E como não conhecia nenhuma destas mulheres, optei por ir pedalando sozinha, como sempre... Aqui o problema também deve ser meu porque não sou lá muito comunicativa e ando sem 'paciência' para conversar com estranhos, sendo que todos os 'homens', muito 'valentes', estavam todos em grupos e eu... só...
E assim sendo, aquando da primeira pausa para descanso e para se comer qualquer coisa, senti-me completamente sozinha no meio duma multidão imensa de gente. Por momentos apeteceu-me fugir dali e ir pedalar sozinha como é meu apanágio até porque isto dos grupos fez com que eu andasse muito mais devagar do que é costume por termos que esperar uns pelos outros...
Para além disto, quase no 'final' assume-se que as mulheres e mais meia dúzia de pessoas, estavam cansados e eis que dou por mim a regressar ao ponto de partida num grupo de pessoas cansadas estando eu mais que apta e cheia de energia para continuar a pedalar com o resto do grupo 'masculino' que prosseguiu...
Mas lá está, eu na minha timidez e insegurança, nada disse, ou seja, ninguém ia adivinhar que eu poderia ter pedalado mais e acompanhado aquele bando de homens cheios de força a pedalar... Para além disso senti-me constragida por todas as mulheres presentes irem regressar e eu eventualmente não... Lá está a pressão dos grupos e em pleno 2012 pensei que realmente as mulheres continuam a ser "postas de parte" ou olhadas com estranheza em coisas tão simples como um simples passeio de BTT, mas isto também podem ser 'manias' e parvoíces da minha cabeça...
Assume-se que não têm pedalada nem força para mais mas pronto, tudo bem. Regressei e senti a falta dos quilómetros que costumo fazer e serviu a experiência para perceber que ainda que ande saturada de pedalar sozinha, faço-o muito melhor assim do que acompanhada...
Se calhar tenho mesmo problemas de 'sociabilidade nas pedaladas' e não sei...
Mas os dados comprovam que o meu rendimento foi muito mais baixo do que o habitual:
- 24 Kms pedalados em 2 horas, a uma média de velocidade de 12 Kms/hora, tendo gasto, curiosamente, as mesmas calorias que costumo gastar quase com o dobro dos quilómetros: 1298 Kcal...
Costumo pedalar 38/40 Kms em 2 horas/2 horas e 15 minutos a uma velocidade média de 17/18 Kms hora...
E o passeio foi giro, fica a experiência e até ia outra vez mas... não sei porquê, gosto mesmo muito é de pedalar "à minha vontade"...

 

2 comentários:

Just Me disse...

Mas pelo menos passaste pela experiência. Foi pena não teres usufruído como desejarias, mas pronto... há coisas que só se fazem bem é sozinhas. Beijinho

akombi disse...

bem que aventura e dessenrascada.

por aqui fazemos paseios TT e jeep e tb po vezes acontece-nos o mesmo, ficamos com a ideia de grupos gente armada em boa, nós que somos tão simples e gostamos de conviver, eu fico quase sempre no grupo dos homens,com o marido, ou com as criançs, com as minhas filhas, tirando duas mulheres que já conheço as outras fico com a ideia do "mete nojo".....ou se calhar eu é que tb sou estranha (¨,).

No entanto acho que não deves de deixar de participar esse convivio tem sempre algo bom.

Boa semana