quarta-feira, 20 de junho de 2012

A caminho dos 40 deram-me... Vinte e tal, quando muito 30...

Ontem, na pedalada do fim do dia com a minha amiga das maratonas e das bikes, eis que a idade vem à conversa.
Eu sabia a idade dela mas ela não sabia a minha e eis que começa a dizer que eu era muito mais nova do que ela. E eu respondi que não era bem assim...
Pelos entretantos pergunta-me a idade e diz que eu devo ter vinte e tal anos, trinta no máximo (!!!).
E aí o meu ego rejubilou, confesso, e disse-lhe não era bem assim, que eu até era mais velha do que ela dois anos. Ficou muito admirada quando lhe disse que daqui a um mês os 38 já cá cantavam...
Ela não queria acreditar e vi que era genuíno, que não estava "admirada" para me 'bajular' ou 'fazer jeito', ela acreditava mesmo que eu tinha uns 30 anos e que estava (e estou) ali para as curvas e para a bike.
Disse-lhe que se tivesse 30 anos, teria sido mãe aos 24 o que na minha vida teria sido impensável na altura...
Enfim, ainda pedalámos uns valentes 30 kms feitos em duas horas e com muita conversa pelo meio o que soube mesmo bem.
 Lá se foram 1300 calorias e cheguei a casa com uma fome descomunal, pudera, afinal à hora de almoço já tinha ido ao ginásio e almoçado uma singela e desenxabida sanduíche... Lanchei à tarde mas começo a achar que isto é muito pouca comida para tanto exercicío, suponho que devia voltar à Nutricionista, agora pelos motivos "contrários", ou seja, preciso de comer (muito) mais...

Sem comentários: