sexta-feira, 29 de junho de 2012

Cheguei há pouco do médico...

E na verdade não me sinto e acho que não estou doente porque não tenho sintomas de nada.
Fui apenas para "descargo de consciência" e até marquei a consulta pela internet através do Portal da Saúde que funcionou na perfeição.
Fiz isto em desespero de causa já que todos os dias ligava para o Centro de Saúde e nunca havia vaga e nem podia marcar consulta a longo prazo que era o que eu queria. A alternativa era ir para a porta do dito às cinco da manhã (ei!) e não tenho vida para isso...
Assim sendo, como que numa tentativa de contornar o sistema, aventurei-me fazendo a marcação da consulta 'on line' e como me pareceu tudo tão célere (consulta em menos duma semana) e tão certinho (caíu logo no meu e-mail a confirmação da marcação bem como os meus dados e do meu médico) liguei quase "a medo" para o Centro de Saúde a confirmar e eis que era mesmo verdade, a consulta estava mesmo marcada!
Hoje quando lá cheguei disseram logo que tinha marcado a consulta pela internet e a ver pelo público presente devo ser caso (quase) único...
Não houve grandes conversas, este médico é o nosso médico de família há cerca de dois anos e meio, depois da mudança para o Oeste. Não tem comparação com a minha antiga médica de família, da vida pré Oeste, que me acompanhava desde os 14 anos, que me viu crescer, ser mãe e que ainda acompanhou o meu filho até aos 3 anos...
Este médico e eu estamos na fase do "conhecimento" e assim sendo disse-lhe que tinha perdido muito peso e que há mais de um ano que não fazia análises e que como fazia muito exercicío físico, gostava de fazer análises diversas só para ver se estará tudo bem...
À pergunta de quantas vezes fazia exercicío por semana, sai um contundente... seis... parece que até ganhamos medo quando verbalizamos a nossa realidade. Quando disse seis vezes por semana entre o ginásio e a bicicleta o médico sorriu e disse que devia era ele próprio também andar de bicicleta...
Caí em mim e perguntei-me, pela "100.ª vez" porque me culpabilizava tanto por fazer (tanto) exercicío por semana, porque me continuo a recriminar e a tentar justificar o gostar de ir ao ginásio à hora de almoço e de ir pedalar ao fim do dia...
No fundo nem é assim tanto pois quando vou ao ginásio à hora de almoço são 'apenas' 45/50 minutos e deixei de 'conseguir' fazer as aulas inteiras por causa do meu horário. No Inverno fazia duas vezes por semana as aulas de Cycling (inteiras) mas agora opto por pedalar durante 1h/1h30 duas vezes ao fim da tarde e durante 2h/2h30 ao fim de semana...
Bem, mas para além das análises vieram os exames que eu mais temo: uma ecografia mamária e a própria da mamografia... Com uma avó materna que faleceu por causa do cancro no peito e com uma tia direta (irmã do meu pai) que já não tem um peito, confesso que eu que sou tão desligada de doenças, fico assim meio arrepiada no que ao peito diz respeito...

Sem comentários: