sábado, 29 de setembro de 2012

Às vezes fico baralhada

Às vezes fico baralhada entre partilhar aqui coisas que me acontecem e de que me lembro ou se o faço no Facebook.
No Facebook as pessoas sabem que eu sou eu, e aqui só meia dúzia sabe quem realmente eu sou.
Aqui não me frustra não ter comentários aos posts, é normal, eu própria leio muitos blogs e é raro comentá-los...
Já no Facebook confesso que me deixa pensativa partilhar tantas coisas e na maior parte das vezes nem um reles "gosto" lá fica... São as pessoas que me conhecem caramba, será que não acham gracinha nenhuma ao que partilho?
Isto visto assim leva-me mesmo a pensar onde partilhar o quê e com quem.
Necessidade de escrever, tenho e muita...
Partilhar parvoices, às vezes também tenho essa necessidade e faço-o mais no Facebook. Se calhar qualquer dia o melhor é partilhar todas essas coisas aqui no blog. Pelo menos ficam e podem ser lidas de forma muito mais fácil do que no Facebook onde tudo é rápido e instantâneo...
Será que isto só me acontece a mim...? Ou será que acontece a toda a gente que tem blogs e o facebook mais pessoal...?
 

2 comentários:

Corre como uma menina disse...

Olá! Obrigada pelo apoio! :)

Não é só a ti que te acontece! Por um lado penso que é normal. Nos blogues, as pessoas que nos lêem são pessoas que à partida partilham pelo menos o interesse pelo exercício físico e, mesmo não comentando, há a curiosidade em ler novidades.
No facebook temos família e amigos que, por mais que gostem de nós, podem não achar piada nenhuma aos nossos hobbies (falo por mim, que tenho muita gente que não entende qual a piada de andar a correr por aí).
Mas por outro lado depois também não entendo, porque tenho pessoas com os mais diversos interesses, tais como um amigo que se dedica à pesca (literalmente) e que publica fotos dos peixes no mural. Ora, eu não ligo nenhuma a isso, mas se ele publica algo de que está orgulhoso eu faço questão em apoiá-lo. Gosto de ver pessoas entusiasmadas com algo, mesmo que seja algo que não me atraia particularmente.

Beijinhos!

PS: Eu também te leio com frequência, embora nem sempre comente.

Time Traveller disse...

Tenho facebook, 300 amigos e nem sequer permito que publiquem no meu mural. Mantenho o facebook apenas para encontrar pesssoas que a vida, por via das opções pessoais de cada um (faculdade, trabalho, etc.) se encarregou de afastar de mim.
Detesto a obrigação de likes.
Detesto a devassa da vida privada.
Detesto a dependência do FaceBook.
Lá, tenho nome, tenho "rosto" mas não tenho sequer uma fotografia que me identifique.

Na blogosfera, sou livre. Não tenho de andar a medir palavras. Escrevo para mim e para mais ninguém. Escrevo com alma.
Consigo revelar emoções, pensamentos, receios, sonhos.
E não espero que ninguém comente (mas é bom quando o fazem, claro). Espero apenas que as minhas palavras ou as minhas imagens marquem alguém positivamente.
Espero apenas que quem saia do meu blog, saia mais satisfeito com a vida do que quando nele entrou.

Ajudei? Talvez não... Lol