domingo, 30 de setembro de 2012

Tinha saudades de pedalar sob um clima bucólico e fresco...

E hoje foi o dia... Dia esse que amanheceu nublado, fechado, fresco, húmido e algo melancólico.
E lá fomos pedalar. Eu, o pai cá de casa (porque os meus pais estão cá e ficaram com o filhote) e a minha amiga das pedaladas.
Estava frio mas depressa ficou muito quente tendo em conta as valentes subidas que fizémos logo no início do percurso e por isso a camisola que levava passou para a cintura.
Tinha mesmo saudades de pedalar sob este tempo outonal, que parece algo deprimente mas que a mim encanta.
Se não fosse toda esta névoa e neblina a vista atrás de mim seria bem diferente. É que pode não se notar mas estou (estamos) num sítio muito elevado e para lá chegar transpirei que me fartei mas... não saí de cima da bike.
E é nestas fotos que constato também que "afinal" gosto do meu corpo. Que a "ilusão" da anca e do rabo deveras compostos não passa disso mesmo, duma ilusão. Parece que há muito que a anca e o rabo compostos se foram mas na minha cabeça continuavam grandes...
E não, não trago os sapatos de encaixe. Trago uns ténnis muito velhinhos, muito usados e desgastados de muitas caminhadas, corridas e pedaladas. É que os sapatos de encaixe têm-me magoado os dedos dos pés e 'assim com'ássim' os velhinhos ténnis aconchegam-me os pés e não me magoam nenhuma parte dos ditos...
E assim se passou uma manhã deveras técnica em termos de pedalada mas ainda que me sentisse um pouco cansada soube... bem... Até porque entretanto o Sol abriu e brindou-nos com os seus raios quentes...
 
 
- foto retirada -

Sem comentários: