sexta-feira, 19 de outubro de 2012

O blog e o facebook, tom(b)o II

Eu peço desculpas a quem foi já ao facebook "gostar" do blog porque entretanto desativei a página.
Eu não sou dada a paranóias mas como gosto de poder continuar a ser livre a escrever por aqui, achei que rapidamente poderia ser encontrada no facebook, associada ao blog, ou então que bastava ir ter ao blog porque o amigo do amigo clicou no gosto e claro que se perceberia logo que quem escreve isto, sou eu...
Vai daí que em prole da liberdade de expressão, suspendi a página no facebook do blog. Assim parece que o blog fica algo mais privado e que não é tão fácil partilhá-lo  no facebook...
Além do mais, ando crítica que se farta e há coisas que não entendo. Ou eu estou a ficar louca ou o mundo está a ficar doido...!
Comentei há pouco um serviço de palhaços que faz préstimos e serviços, entre outros locais e situações, em... divórcios...!
Oh pá, desculpem lá qualquer coisa, mas eu não acho normal! Eu sei que se fazem festas e bolos para comemorar divórcios e, quiçá e já agora, funerais, mas palhaços num divórcio, mas onde e em que ocasião?
Quando se escreve o documento de divisão dos bens? Da definição da casa de família? Na ata sobre o poder paternal?
Ah, já sei, talvez na conservatória perante os advogados.
E agora vamos rever o poder paternal, diz um dos advogados.
E de repente surgem confetis e serpentinas e palhaços aos saltos soprando cornetas e batendo nos bombos tal é a felicidade numa decisão penosa como esta!!!
E pronto, talvez depois dos papéis assinados os palhaços saltem para cima da parte envolvida que não se queria divorciar e que certamente estará a sofrer com o divórcio...
No facebook apeteceu-me perguntar se também iam a funerais mas não quis entrar em "detalhes"...
 
 
 

2 comentários:

akombi disse...

Isto realmente aparece cada coisa mais estranha, é o salve-se quem puder.

Quanto a esses receios tb sinto e compreendo te, e mais qd são pessoas que quase nos ameaçam por ter-mos dado aquela opinião, chiça que este mundo está louco.

Continuo a gostar mais do blog, se calhar sou antiquada, continuo aqui vir, apesar de nem sempre comentar.

Elsa disse...

tu é que sabes o que sentes :) , não há crise :)