domingo, 20 de janeiro de 2013

Podia ter ido de manhã...

Mas não fui.
Deixei-me ficar deitada a descansar e a dormir porque era o que o meu corpo pedia.
Podia ter ido andar de bicicleta porque de manhã não havia vento nem chuva, apenas um tempo fresco fechado, nada a que não esteja habituada, mas o meu corpo hoje não dava mais do que se dedicar à preguiça.
Quando me levantei ainda pensei que poderia ir mas depois fazia-se tarde e não fui.
Acho que o meu corpo está a precisar de descanso e a minha alma também.
Suponho que o facto de o meu pai estar doente me tem perturbado muito o espírito e deixa-me cansada mesmo sem fazer nada.
A distância mói a minha alma e dou voltas e reviravoltas na minha cabeça para amenizar esta dor.
Sinto-me a "quebrar", eu que nunca quebrei ou fiquei prostrada perante a vida.
Sinto os meus olhos cansados e tristes, quase a perder forças.
Agora chove torrencialmente e é impossível ir pedalar.
O filhote e o pai jogam um jogo na Playstation e eu fiz um bolo de Laranja que está quase pronto.
Bebi um chá de frutos vermelhos e deambulo pela blogoesfera, pelo facebook e pelo Pinterest à espera de algo que me leve ou distraia dos pensamentos sobre os meus pais...
O estado de espírito também se pode dever ao tempo deprimente que se faz sentir e por não ter feito exercicío durante o fim de semana, conto ir amanhã ao ginásio, algo que não é costume, o ir lá às segundas-feiras, dia em dou descanso ao corpo das pedaladas do fim-de-semana...
Enfim, melhores dias e ânimos virão.
Ainda me falta tratar das unhas e de preparar as roupas e os lanches para amanhã.
Vontade: nenhuma...
Hoje queria ser um gato enrolado em si mesmo a saborear o quentinho da casa e não pensar em nada...
 

2 comentários:

akombi disse...

Este fds fui um pouco o tal gato enrrolado...pouco fiz e vontade não tenho para nada...ando numa fase tb estranha, já tenho passado por fases más mas esta com a mais velha está-me a deitar a baixo, acho que qd é com um filho toca-nos em tudo, ela nunca foi de ideias positivas mas agora anda a querer desistir de tudo e sem objetivos e eu sinto-me cansada e derrotada e ando-a a deixar ao mundo....eu que não sou de chorar ando de lágrima fácil e aperto na garganta...venha o tempo melhor que este temporal tb não ajuda, sim que tenho que culpar algo para este meu desanimo.

Que tudo melhore rápidamente com o teu pai.

Vera, a Loira disse...

Eu fui, com o meu também doente não tenho feito nada, nem no ginásio, precisa mesmo de "aliviar" a alma. Molhei-me, sujei-me e fiquei muito melhor e com uma dor de garganta bem gira :(