quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Enta

Não sei porquê mas com o aproximar dos 40 penso muito na idade, na vida, no que passou, no que se passa e no que se poderá passar.
Na verdade, custa-me a crer que caminho a passos largos para os 40, que este será o último ano como 'trintona', que a partir do ano que vem entro nos "entas"...
Acho quase esquesito ter quase 40 anos, afinal, quando era adolescente ou tinha 20 anos, as pessoas de 40 pareciam-me já muito velhas e agora eis-me chegada a essa idade quando ainda há tão pouco tempo tinha 30 anos ou 30 e poucos. Nunca antes fiz tanto desporto como a partir dos 35/36 anos, altura em que decidi emagrecer, e penso que o deveria ter feito aos 20 anos quando tinha as energias próprias daquela idade. E naquela idade ia à natação, fazia aeróbica e comia 'croissants' e folhados sem consequências, mas não corria nem andava de bicicleta e muito menos ia a maratonas e afins.
Aos 40 parece que metade da nossa vida já passou e se chegamos tão depressa aqui, os próximos 40 se calhar também vão chegar num instante.
Tantos sonhos e desejos, alguns alcançados, outros nem por isso.
A vida, essa também nem sempre é como imaginámos. Nunca imaginei que iria viver no Oeste e deixar o sítio onde sempre vivi e onde cresci...
Imaginei-me mãe dum menino com o nome do meu pai e isso concretizou-se.
Já o meu pai partir tão cedo, nunca o imaginei ou esperei. Aliás, sempre pensei que um dia que um dos meus pais desaparecesse, que eu não iria aguentar e não saberia como lidar com a situação.
E aqui estou como sendo uma espécie de sobrevivente. Sobrevivi sem depressões ou cair no fundo à morte do meu pai. Cá vou vivendo...
Também nunca imaginei que iria ter uma queda brutal com consequências tão graves e tive-a. Eu que  nunca parti osso algum ou que nunca tive acidentes ou doenças fui operada e tenho mazelas nos meus ossos para sempre.
Hoje acordei assim, a pensar na vida. Deve ser porque o tempo está a mudar. Entrámos no Outono, vem aí chuva, vem aí um novo ciclo...
 
 



3 comentários:

Alexandra de Amorim disse...

Também tenho dessas inquietações de vez em quando... mas não se pode pensar muito, não vale a pena. ;) É seguir, é seguir em frente!

[agora vamos a coisas práticas: levas o pin para a board? lol]

Algures no Oeste disse...

ALEXANDRA: :D Pois, é isso, temos que seguir em frente...

Levo o pin sim, senhor. Pensei que já lá estava e por isso é que não o coloquei lá antes ;)

Beijocas.

Alexandra de Amorim disse...

Já perdi a conta aos pins... ;) Mas geralmente o Pinterest emite um aviso quando o pin já existe.