terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Sonhos...

Não foi esta noite. Foi na anterior. 
Voltei a sonhar com o meu pai, algo que não acontecia há algum tempo... Não o vi bem mas sabia que era ele e o que marcou esse sonho foi que ele me estava a dar mão. Não a dar a mão para eu estar ou ir ter com ele, nada disso, no sonho dava-me a mão como que a dar-me força, a 'empurrar-me' para a frente, a dizer que estava comigo para me amparar...
Que sensação tão estranha...
Mais estranho ainda é que no mesmo sonho tenha 'visto' um tio meu que não está connosco há vinte e seis anos... Será que é porque me voltei a 'dar' com a minha tia (irmã do meu pai) com quem não falava há anos e agora, com a perda do meu pai, voltámos a ter contacto e falamos frequentemente ao telefone. Quando vou ao sítio onde sempre morei, onde está a casa dos meus pais e onde mora esta minha tia, encontramos-nos sempre...
Estranhas coisas esta da vida em que as pessoas se afastam e depois voltam a ter contacto porque alguém partiu... É por isso que penso muitas vezes que algumas chatices não valem mesmo a pena...

1 comentário:

Anónimo disse...

Confia nessa intuição que sentiste ao acordar, ao lembrar-te do que sentiste...

Esse sentimento está correto...

É tempo de deixares o teu pai partir e sentir paz, e pelo amor que tem por ti, só descansará quando retomares as redeas da tua vida, com vigor e determinação. Feliz.

Nada vem por acaso.

Força e confiança no processo da vida, e no que a vida reserva para ti, para a tua aprendizagem, para o teu crescimento.

Beijinho
SSancha