segunda-feira, 12 de maio de 2014

Aproveitar o tempo que se tem (ou não...)

Aproveitar o tempo que se tem (ou não...) é ir pedalar durante o tempo de uma das atividades do filhote já que o pai estava ausente em formação...
Deixei o filhote na atividade, rumei a casa, marimbei-me para as (imensas) tarefas domésticas que aguardavam por mim - quer dizer, antes de sair de casa retirei a roupa da cama e deixei roupa a lavar..., equipei-me e saí de casa com o conta quilómetros 'colocado' no relógio porque eram as horas que contavam para aquele passeio, treino, 'whatever' e fui... E soube bem mas com o tempo contado não poderia fazer tantos quilómetros como gostaria pelo que numa hora e meia pedalei 25 kms (em terra...), acho que não foi mau de todo.
Cheguei a casa, tratei de mim, ainda tratei da casa e vá lá que uma amiga-mãe trouxe o filhote da atividade já que trazia o seu próprio filho. Confesso que me deu um jeitaço...
No outro dia, com o pai também ausente, não pude pedalar logo de manhã, nem o contava fazer quando eis que afinal o pai chega a casa um pouco mais cedo do que era previsível. E eu, quase a sentir-me "doente" por não poder ir pedalar, mudei rapidamente de roupa e lá fui eu... É realmente uma terapia poder pedalar e levar com o vento fresco na cara, ver o mar e apaziguar o espírito... Enquanto vou na bicicleta, penso em tudo e penso em nada. Alguns medos e receios continuam mas sabe-me tão bem andar de bicicleta... Foram 37 kms (de terra) em duas horas e dez minutos...
E sim, inscrevi-me numa prova (de BTT) mas ainda não paguei porque continuo com incertezas, dúvidas, medos e por aí fora... 
 


1 comentário:

Alexandra A. disse...

Bem me parecia que ias voltar a apaixonar-te pela bike ;) Eu também fico "doente" se me falta o exercício, uma pessoa entra em carência :p

glitter | fb