terça-feira, 12 de agosto de 2014

Tem toda a razão...

Sempre que alguém famoso parte, só penso, quase de forma egoísta, que a mim o que me interessa é que perdi o meu pai, e que isso sim, foi e é um drama meu... É quase como se os falecimentos alheios não tivessem importância, salvo seja. Contudo, quando alguém parte de forma voluntária parece que falha algo no universo. Alguém que prefere deixar de viver parece sempre incompreendido. Mas no fundo é isso, um dia todos estaremos assim...

Sem comentários: