terça-feira, 16 de setembro de 2014

Depósito

Eu sei que há pessoas com vidas bem piores do que a minha mas também há pessoas com vidas bem mais facilitadas, a começar nos apoios e nas eventuais 'redes' que têm à volta.
Eu não tenho rede nenhuma nem qualquer tipo de apoio. Não tenho família nem amigos que me possam socorrer. Quer dizer, tenho amigos para eventualidades mas eu sou daquelas pessoas que não gostam mesmo nada de chatear só porque dá jeito. Só chateio quando é mesmo necessário.
E vai daí que me estou a referir ao filhote e à Escola.
O pai está a 100 kms e anda de transportes dum lado para o outro e nem sempre chega a horas ao fim do dia e eu trabalho um dia inteiro.
Lá está, bem sei que há quem tenha horários piores do que os nossos mas a questão que se coloca é que este ano a Escola começa mais cedo e, consequentemente, termina mais cedo. Isto é ótimo especialmente no Inverno em que os dias são curtos e anoitece cedo e é ótimo também para quem tem quem vá buscar e ficar com as crianças, o que não é o nosso caso...
Portanto, sinto agora, e pela primeira vez na vida, que faço uma espécie de "depósito" do meu filho na Escola porque só o posso e consigo ir buscar para aí umas dez horas depois, o que é uma monstruosidade... Este sistema não está feito para se ser um pai ou uma mãe presente. O meu horário de trabalho aumentou e com isso aumentam também as horas que o meu filho tem que ficar na Escola depois do encerramento das aulas. O lado positivo é que a parte do prolongamento de horário funciona muito bem mas quando eu chego para ir buscar o meu filho faltam uns dez minutos para aquilo encerrar e contam-se pelas mãos as poucas crianças que "restam"...
Ontem, primeiro dia de aulas a sério, quando cheguei o meu filho transpirava por todos os lados porque jogava futebol com os amiguinhos.... Parecia-me feliz mas eu como mãe e pessoa sentia-me quase miserável, depois de ter acelerado o passo e o carro aquando da saída do trabalho,  ao ir ao seu encontro tantas horas depois de o ter deixado de manhã na Escola... 
Mas enfim, é a vida e os horários que temos. Vale-me estar a pouco tempo do trabalho até à Escola e a casa. Vale-me não haver trânsito no Oeste...

1 comentário:

Gaja Maria disse...

Não é fácil não, mas não te martirizes, pois não há infelizmente muita coisa que possas fazer a não ser fazer com que seja de qualidade o pouco tempo que passas com ele :)