sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Hoje apercebi-me de várias coisas...

Uma é a de que gostaria sinceramente de deixar de corar e isso implica sem sombra de dúvidas ganhar mais auto confiança e acreditar mais em mim. Não acho normal ter 40 anos e continuar a corar como se fosse uma "menina"...
Depois há outras coisas da minha vida que gostaria de ver resolvidas, que correram mal e que não estão 'tratadas'. Começam a tornar-se numa ânsia e em algo quase obsessivo e talvez por isso não se resolvem e parece que tudo corre mal nesse campo.
Há ainda a questão das coxas e dos glúteos compostos de que tanto me queixo. Hoje partilhei no Facebook uma foto minha de há quatro anos atrás de quando comecei a pedalar, através de uma Aplicação que todos os dias nos indica o que partilhámos no Facebook, neste dia, mas nos outros anos passados. Nessa foto constato que não me posso queixar das ancas e dos glúteos, está mesmo tudo como eu gosto... E isso parece ter sido uma espécie de abre-olhos para definitivamente interiorizar que tenho que perder esta réstia de quilos que me persegue, instalados nos glúteos,e que fazem com que não goste de me ver em fotos... Tenho que ganhar as forças que tive aquando da perda de peso e fechar mais a boca, o que é mesmo difícil, porque exercício venha ele às pázadas...
Depois concluo que mais importante que ganhar velocidade a pedalar - que sim, é algo que desejo e quero muito - seria participar numa prova de BTT completamente diferente do que é habitual, ou seja, algo como o Mongólia Bike Challenge... Gostava de fazer algo na bicicleta que me levasse a outros cantos do mundo e como isso, para já, não é possível, vou sonhando e suspirando para que um dia isso se realize. Não sei se será possível nalgum momento da minha vida mas sonhar não custa, certo...?


1 comentário:

Gaja Maria disse...

Eia! Mongolia Bike Challenge... Vamos as duas??? Ai Euromilhões, euromilhões...