segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Open your eyes...

Não sei o que se passa ultimamente mas há uma série de coisas que vejo com outros olhos... Coisas que antes não via ou que via doutra forma, olho agora para elas com outro olhar. E esse olhar é certamente e decididamente (muito) mais crítico, objetivo e pragmático...
Foi-se a paciência para algumas coisas, chegou a paciência para outras...
Realmente não tenho paciência para as minhas coxas compostas mas ganhei paciência para estar mais tempo a estudar com o meu filho que, apesar de sempre o apoiar e corrigir os TPCs, nem sempre tinha paciência para estar ali muito tempo...
Estou mesmo a perder a paciência para o ginásio e todo o 'show off' que o envolve, mas isto não quer dizer que perdi a paciência para me exercitar e/ou treinar, muito pelo contrário... Apenas não me apetece ir para aquele espaço como antes porque perdi a paciência... A paciência de quem é ultra independente e não adere a espécies de "cultos" ou "grupos" onde se tem que estar 'inserido'... Perdi a paciência para desfiles no ginásio. Ganhei paciência para treinar, e eu até tenho os Rolos que me parecem mais eficazes do que o Cycling... E tenho onde ir com máquinas, e nos horários que me dão jeito e não andar para trás e para a frente por causa do ginásio...
Vejo agora também que a minha mãe envelheceu, que só nos temos uma à outra, que o meu pai se foi e que dizia tantas coisas acertadas e às quais eu não ligava nenhuma na arrogância típica de quem é jovem e acha que sabe tudo e que é dono do mundo.
O meu pai dizia-me que tínhamos que perceber e compreender bem as pessoas. E é isso que tenho feito, ganhei paciência para começar a entender melhor os outros e não os desatar a criticar.
Perdi parte da paciência para lamechices, parte pela própria vida que se encarregou de me tornar mais dura, parte pela morte do meu pai. 
A morte do meu pai levou consigo a leveza e parte da ingenuidade que morava em mim.
A morte do meu pai abriu-me os olhos e o coração...



Sem comentários: