quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Dores de mãe em férias natalícias

Saí da Escola num misto de angústia e de uma dor maternal. As aulas terminaram ontem mas como não temos família nem apoios por perto, o filhote continua a ir à Escola que, felizmente, disponibiliza uma espécie de ATL durante as férias das aulas. Se assim não fosse, não sei como seria a nossa vida...
Já ontem à noite filhote queixava-se de que não queria ir agora para a Escola porque passa o dia a brincar sem aprender nada de novo (! - Ok, esta parte demonstra que realmente tenho um filho ávido por estudar e adquirir novos conhecimentos...) e porque não está lá quase ninguém. E hoje de manhã bem cedo o óbvio sucedeu: fomos os primeiros a chegar à Escola e por lá ficou o meu filho sozinho, tão cedo, e ainda sem mais coleguinhas para brincar. E isto, que pode parecer simples ou sem qualquer problema, deixou-me numa angústia e numa tristeza que ao mesmo tempo me irritou logo de manhã. Não ter qualquer tipo de ajudas por vezes irrita-me porque uma pessoa não é de ferro e não ter pais, sogros, primos, tios e por aí fora, que, de quando em vez pudessem ficar ou levar o filhote, cansa-me a cabeça e a alma... No fundo, ninguém tem culpa de nada e nós só temos é de (con)viver com a vida que temos mas, caramba, um mimo da vida de vez em quando calhava bem.
Tento pensar que isto vai ser só durante meia dúzia de dias mas custa na mesma levantar cedo o filhote em tempo de férias e deixá-lo numa Escola quase sem ninguém já que, pelos vistos, quase todas as crianças devem ter alguém com quem ficar...
Bah, já estou mal dispostinha com isto tudo logo de manhã...


3 comentários:

Lizzy disse...

Ou eu muito me engano ou devemos morar "quase" na mesma zona do oeste!!! :)
Conheci o teu blog hoje. Ainda tenho muito pra ler mas gostei muito.

As nossas "crias" são sempre o nosso calcanhar de aquiles e as suas dores são as nossas a triplicar - elevado ao quadrado - mas tudo se vai resolver. Não te martirizes. daqui a pouco vem o natal e ele já se esqueceu disso tudo... e tu também!!! (ou não!!!) hehe

Gaja Maria disse...

Uma situação muito delicada para filhos e pais...

Algures no Oeste disse...

LIZZY: Bem vinda, obrigada, quem sabe não moramos próximo e não sabemos ;-)