segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Quase no final do ano...

Quase no final de mais um ano, dá-me para refletir, como sempre...
O ano de 2013 foi realmente dos piores que tive na vida e por isso 2014 terá sido sempre melhor. Contudo, há uma espécie de parte que não está resolvida e que parece não se resolver. É apenas uma parte que até pode nem ser importante mas para mim é e como nada se desenrola e avança, começo a sentir-me de rastos, sinto-me quase um caco mas fico a sentir-me mal comigo e com os outros quando vejo as notícias de pessoas sem abrigo, outras tantas doentes ou que perderam filhos, ou os acidentes de viação ou de aviação ou tantas outras desgraças que, comparativamente com as minhas me fazem sentir quase inútil...
Enfim, sigo mas sinto-me num beco sem saída. Penso e reflito, afinal aprendi que o que está mal poderá ser mudado apenas por mim... Perco o ânimo e a carga é cada vez mais pesada. Entra o desânimo, falta uma luz, um sinal, algo...

1 comentário:

Gaja Maria disse...

Só tu podes dar a volta a isso. Ultrapassa, luta, força! :))