quinta-feira, 26 de março de 2015

Um tesouro...

É claro que os nossos filhos são sempre os nossos tesouros, o nosso 'bem' mais precioso, a nossa vida. No fundo são aquilo que nos faz continuar a caminhar e a enfrentar, com as poucas forças que restam, as adversidades da vida.
No meu caso, o meu filho é tudo isso e muito mais. É mesmo o que me dá ânimo, força e inspiração para, apesar de continuar a levar tareias, continuar, também, sempre a levantar-me e a seguir em frente...
Tive reunião na Escola por causa da avaliação do 2.º Período e vim de lá com o coração cheio. Quer dizer, tenho um filhote irrequieto e falador que não consegue estar quieto. Passa-se o mesmo em casa, a energia jorra por todos os lados e é difícil que esteja sossegado... Contudo, tem excelentes notas e apesar de ter baixado um bocadinho nas avaliações deste período, manteve uma média elevada a Matemática, Estudo do Meio e Português: cerca de 90%, o que é excelente!
Nas outras áreas o aproveitamento foi também Bom e Muito Bom mas a nota geral é que poderia ser ainda melhor se fosse mais organizado e sossegado, sendo que mesmo que não esteja, supostamente, com atenção, absorve toda a matéria e nunca perde o fio à meada.
A caligrafia continua pavorosa mas não dá erros.
Enquanto falava com a Professora o meu pequeno coração cheio de mágoa começava como que a ficar revigorado, a reflorescer, a encher-se de alegria e orgulho...
Posso não ser a melhor pessoa do mundo ou falharem-me muitas coisas mas ao meu filho não 'falta' nada e é isso que importa... Suspiro e anseio para que seja sempre um bom aluno, pela Escola fora, que não seja algo só do 1.º Ciclo...
Enfim, coisas de mãe...


1 comentário:

Sol disse...

Eles são traquinas e dão-nos cabo da paciência mas também nos dão muitas alegrias. Parabéns pelas notas!