terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Angariação de fundos

O filhote já me tinha dito que a turma dele andava a angariar dinheiro para poderem todos fazer um passeio mais distante.
Com apenas 11 anos apercebo-me da imaginação de todos ao 'criarem' várias iniciativas para conseguirem juntar uns trocos.
E vai daí que num dia em que fui à Escola, o filhote chama-me até à banca onde estavam as meninas a vender bijutarias e bolos, e pergunta-me se eu não gostava daquela pulseira preta, que era o meu género...
Sim, sim, filho, por acaso gosto mas agora a mãe não tem aqui dinheiro. (Não tinha a mala comigo...).
Dois dias depois voltei à Escola, desta vez com a carteira no bolso.
O filhote pediu-me 1 euro, acedi, foi a correr e regressa com a bela da pulseira que custou a singela quantia de... 0,50 cêntimos...
Ficou com o troco, como é óbvio, mas eu fiquei feliz por não se ter esquecido "de nada", nem de ajudar os coleguinhas, nem da pulseira de que eu tinha gostado e que ainda lá estava...
Digamos que foi uma prenda paga por mim própria mas o que conta aqui é a atitude...
E por isso agora uso a pulseira sempre a pensar que foi o filhote que me a deu...
Tão simples e tão bom...
(nota mental: mas o verniz também está bem giro, não está...?).



Sem comentários: