quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Esperança e não tanta Saudade.

Estou em crer que, pela primeira vez, sinto uma enorme esperança inexplicável nisto de fazer 6 anos que o meu pai partiu.
Se calhar, não me expliquei bem pois saudades sinto sempre, mais nuns momentos do que noutros mas desta vez, sinto algo diferente e nem sei explicar bem o quê.
A vida é um sopro e acho que pela primeira vez sinto algo diferente quando penso que foi neste dia, há 6 anos, que o meu pai decidiu partir.
Assim é a vida e acredito que o meu pai está por aí a dar-me força e inspiração.
Acredito mesmo.

Sem comentários: